Formiga pré-histórica que caçava 'com chifre' é encontrada preservada em âmbar

0
7

Fóssil capturou o momento em que uma ‘Ceratomyrmex ellenbergeri’, ou formiga do inferno, ataca sua presa com a ajuda de uma estrutura alongada na cabeça. Exemplar da espécie ‘Ceratomyrmex ellenbergeri’ foi presa no âmbar enquanto atacava uma ‘Caputoraptor elegans’ (uma baratinha) há 99 milhões de anos Reprodução/Current Biology Pesquisadores da França, dos Estados Unidos e da China apresentaram nesta quinta-feira (6) um fóssil preservado em âmbar que captura o momento exato em que uma formiga pré-histórica abocanhava sua presa. O estudo divulgado pela revista “Current Biology” sugere que a Ceratomyrmex ellenbergeri, formiga conhecida como “infernal” usava uma espécie de chifre para segurar suas vítimas. O espécime faz parte de uma subfamília já conhecida, os haidomyrmecinæ. O fóssil de mais de 99 milhões de anos foi encontrado em Myanmar e mostra o exato momento em que a “infernal” aprisiona sua caça em uma espécie de pinça formada por sua mandíbula e o “chifre”, o clípeo presente até hoje em outras formigas, mas sem o mesmo formato. Diagrama mostra como se deu a evolução destes insetos: em vermelho estão as mandíbulas e em azul os clípeos. Reprodução/Current Biology Capturar momentos como este em um fóssil é algo “extremamente raro”, disse em nota, Phillip Barden, um dos autores do estudo. Segundo ele, poder presenciar um “comportamento fossilizado”, como é este aprisionado no âmbar, “é inestimável”. “Essa predação fossilizada confirma nossa hipótese de como as peças bucais das formigas do inferno funcionavam”, explicou Barden. “A única maneira de capturar presas em um arranjo desse tipo é que as peças bucais das formigas se movam para cima e para baixo em uma direção diferente da de todas as formigas vivas, de quase todos os insetos.” Source: G1 Ciência e Saúde

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA