TikTok vai à Justiça para tentar evitar bloqueio de downloads nos EUA a partir do próximo domingo

0
5

Restrições ao aplicativo deveriam ter começado no final de semana passado, mas governo dos EUA ampliou prazo depois de ‘desenvolvimentos positivos’ nas negociações para a venda do app no país. TikTok foi à Justiça dos EUA para evitar proibição do aplicativo no país. Dado Ruvic/Illustration/Reuters O TikTok fez um novo pedido à Justiça dos Estados Unidos nesta quarta-feira (22) para evitar que os downloads do aplicativo de vídeo sejam proibidos no país a partir do próximo domingo (27). O pedido foi realizado a um juiz federal em Washington, solicitando bloqueio de um decreto do governo Donald Trump que exige que Apple e Google removam o TikTok de suas lojas de aplicativos, de acordo com a agência Reuters. A restrição aos downloads do aplicativo deveriam ter começado na madrugada entre o último domingo (20) e segunda-feira. Porém, a ByteDance, empresa chinesa que desenvolve o TikTok, anunciou um acordo com as americanas Oracle e Walmart para a criação de uma nova empresa que controlaria o aplicativo. Trump deu um aceno positivo para o acordo, e o Departamento do Comércio dos EUA ampliou em uma semana as restrições de downloads do TikTok no país, citando “desenvolvimentos positivos recentes” nas negociações sobre o destino de suas operações nos EUA. ‘Novela’ do TikTok nos EUA continua: entenda os capítulos mais recentes e o que deve vir por aí Quem é a Oracle, empresa que pretende assumir os dados do TikTok Um juiz federal em San Francisco emitiu no sábado (19) uma liminar bloqueando um decreto semelhante do Departamento de Comércio que restringiria os downloads e o funcionamento do aplicativo WeChat, da Tencent. O TikTok já tinha movido um processo durante o final de semana para suspender as restrições iniciais, mas a ação não continuou após os novos prazos. Vídeo: Conheça o TikTok TikTok: o aplicativo chinês que conquistou milhões de usuários Source: G1 Economia

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA