BNDES aprova financiamento de R$ 3,9 bilhões para térmica no Porto do Açu


Térmica terá capacidade instalada total de 1,6 gigawatts e integrará o projeto do parque de geração a gás natural liquefeito em desenvolvimento no porto. Parque termelétrico no Porto do Açu, em São João da Barra, RJ, será referência para o mercado do gás natural no Brasil
Divulgação/GNA
O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) aprovou um financiamento de R$ 3,93 bilhões à Gás Natural Açu para a construção da usina termelétrica GNA II no Porto do Açu, no norte do estado do Rio de Janeiro.
O banco lembrou, em informe, que o parque Termoelétrico do Porto do Açu é decisão de investimento da Prumo Logística S.A., controlada pela EIG Global Energy Partners, da Siemens AG, e da BP. Em seu informe, o banco detalhou que a térmica terá capacidade instalada total de 1,6 gigawatts (GW) e integrará o projeto do parque de geração a gás natural liquefeito (GNL) em desenvolvimento no porto.
A primeira unidade do empreendimento, a UTE GNA I, tem 1,3 GW de capacidade e também recebeu financiamento do BNDES, lembrou a instituição de fomento em seu comunicado. A previsão é que a primeira parte do projeto entre em operação comercial no primeiro semestre de 2021 e a segunda unidade comece a operar a 2023, segundo informações apuradas pelo BNDES.
Durante a construção da térmica, de acordo com cálculos do BNDES, deverão ser gerados cerca de 5.000 empregos. Segundo números citados pelo banco no informe sobre o financiamento, há previsão de outros 500 postos de trabalho quando a usina entrar em operação.
VÍDEOS: Últimas notícias de Economia
Source: G1 Economia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *