Morre Raymundo Magliano Filho, ex-presidente da Bolsa de Valores


Empresário presidiu a bolsa brasileira por sete anos e era apontado como um dos responsáveis por popularizar o mercado de capitais no país. Raymundo Magliano Filho, então presidente da Bovespa, durante entrevista em abril de 2005
Heloisa Ballarini/Estadão Conteúdo/Arquivo
Morreu na manhã desta segunda-feira (11) o empresário Raymundo Magliano Filho, ex-presidente da Bolsa de Valores brasileira.
Magliano Filho sucedeu o pai no comando da corretora Magliano Investe, fundada em 1927 e a mais antiga a operar na bolsa brasileira. Ele presidiu a Bovespa entre os anos de 2001 e 2007, quando ela se fundiu com a BM&F (Bolsa de Mercadorias e Futuros) para formar a B3.
Segundo a Bovespa, uma das principais marcas da gestão de Magliano foi o programa por ele desenvolvido para a popularização do mercado de capitais no Brasil.
Além de presidir a bolsa por sete anos, ele também comandou a Federação Ibero-Americana de Bolsas e foi membro do Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES) do Governo Lula.
Assista às últimas notícias de Economia:
Source: G1 Economia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *