Nasa completa teste de foguete que pode levar os humanos de volta à Lua


Teste de fogo e calor do núcleo do foguete SLS teve duração de oito minutos, para simular um lançamento e disparar os motores. Agência pretende levar astronautas à Lua até 2024, mas programa está três anos atrasado e com o orçamento estourado em quase US$ 3 bilhões; último homem a pisar na Lua foi Eugene Cernan, em dezembro de 1972. Imagem retirada de vídeo divulgado pela NASA mostra trecho de teste de fogo e calor do núcleo do foguete Sistema de Lançamento Espacial (SLS, na sigla em inglês), no Stennis Space Center, em Mississippi, na quinta-feira (18)
NASA via AP
A Nasa finalizou nesta quinta-feira (18) um teste de oito minutos dos motores de um foguete construído pela Boeing para as missões Artemis, que têm o objetivo de levar de volta astronautas à Lua até 2024, mais de meio século depois da última caminhada lunar.
A Nasa conduziu teste de fogo e calor do núcleo do foguete Sistema de Lançamento Espacial (SLS, na sigla em inglês) para simular um lançamento e disparar os motores enquanto o veículo estava ancorado em uma torre no Centro Espacial Stennis, no Estado norte-americano do Mississippi. 
Os quatro motores RS-25 rugiram e se acenderam pelo tempo de duração do teste e preencheram os arredores e o céu com nuvens de fumaça branca. Depois que os motores foram desligados, foi possível escutar os funcionários da Nasa aplaudindo na transmissão ao vivo em vídeo. 
Um teste anterior em janeiro foi encerrado após cerca de um minuto – tempo muito inferior aos quatro minutos necessários para que os engenheiros coletassem dados suficientes.
A Nasa almeja levar novamente os astronautas norte-americanos até a Lua até 2024, mas o programa SLS está três anos atrasado e com o orçamento estourado em quase US$ 3 bilhões. O último astronauta a caminhar na Lua foi Eugene Cernan, em dezembro de 1972. 
O Sistema de Lançamento Espacial deve ir agora ao Centro Espacial Kennedy, na Flórida, para integração com a espaçonave Orion, da Lockheed Martin Corp.
Vídeos: Os mais assistidos do G1 nos últimos 7 dias
Source: G1 Ciencias e Saude

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *