Samsung anuncia Galaxy S21 em três modelos; celular também virá sem carregador e fone de ouvido


Modelo tem opção padrão, ‘plus’ e ‘ultra’. Veja os detalhes sobre cada um. Galaxy S21
Divulgação/Samsung
A Samsung anunciou nesta quinta-feira (14) os novos Galaxy S21, evolução da principal linha da companhia.
Foram três modelos apresentados: o Galaxy S21, S21 Plus e S21 Ultra (veja mais detalhes de cada um abaixo).
Os aparelhos possuem suporte à tecnologia de redes 5G, ganharam um processador mais potente e novidades no acabamento.
O Galaxy S21 e o S21+ têm telas planas de 6,2 e 6,7 polegadas, respectivamente – o antecessor apresentava tela curva nas bordas. O Galaxy S20 Ultra mantém a característica, além de ter ganhado suporte à caneta S Pen.
Outra mudança de design está na traseira do Galaxy S21 padrão, que agora é de plástico – antes era vidro. O Galaxy S21+ e S21 Ultra continuam com traseira de vidro.
Repetindo a iniciativa da Apple, a Samsung não irá incluir o carregador de parede e o fone de ouvido na caixa.
Novidade em câmeras
Uma das principais novidades da linha é o módulo de câmeras, que já não é mais tão sobressalente na traseira. Em modelos anteriores, os sensores “saltavam” muito da carcaça, mas a nova geração traz um relevo menor.
O S21 e S21+ possuem o mesmo conjunto de câmeras. São 3 sensores na traseira:
um com lente grande angular (para fotos tradicionais), de 12 megapixels;
outro com lente ultra angular (que permite imagens com campo de visão maior), também com 12 megapixels;
e o último com lente teleobjetiva (para fazer imagens com zoom), com 64 megapixels.
A câmera de selfies tem 10 megapixels.
Já o S21 Ultra tem uma câmera a mais:
uma com com lente grande angular (para fotos tradicionais) de 108 megapixels;
outro com lente ultra angular (para fazer imagens com campo de visão maior), de 12 megapixels;
e dois sensores com lentes teleobjetivas (para imagens com zoom), cada um com 10 megapixels.
Para as selfies, a câmera tem 40 megapixels.
Novo processador
Os três modelos do Galaxy S21 contam com o mesmo processador: Exynos 2100, fabricado pela própria Samsung.
O chip foi anunciado na última terça-feira (12) e utiliza o processo de fabricação de 5 nanômetros – o mais avançado atualmente, também utilizado no chip do concorrente iPhone 12.
A promessa é que o processador entregue 30% mais desempenho em comparação com o Exynos 990, presente no Galaxy S20. Outra evolução está no consumo de energia, 20% menor, segundo a Samsung.
A fabricante incluiu uma tecnologia chamada “Amigo”, que analisa e otimiza o consumo dos componentes do chip para aumentar a duração de bateria.
Source: G1 Economia

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *