Wi-Fi ou 4G da rede celular: existe diferença na segurança das redes sem fio?


Tira-dúvidas comenta diferenças na segurança das tecnologias de conexão sem fio. Segurança no Wi-Fi exige alguns cuidados, enquanto rede móvel oferece pacote pronto.
Divulgação
Uso Wi-Fi em casa. Eu estou seguro? E se usar 4G da operadora? Qual é melhor? – Jose Antônio
De modo geral, as duas formas de conexão fornecem uma segurança bastante adequada. Mas vale lembrar que o Wi-Fi é mais flexível e, portanto, exige mais atenção, enquanto a rede móvel é um “pacote pronto”.
Termos como “3G” ou “4G” (e agora, o 5G) agrupam um conjunto de protocolos e serviços distintos pela sua geração tecnológica. Quando falamos do “4G”, por exemplo, isso remete a um serviço bem moderno e seguro.
Por outro lado, quando se fala em 2G, sabemos que se trata de algo defasado. E, de fato, o 2G não é lá muito seguro. Sendo uma tecnologia antiga, ela já foi tema de muitos estudos que revelaram meios para quebrar a segurança da rede e interferir nas conexões. Felizmente, o que foi aprendido nesses estudos é levado em conta para melhorar a geração seguinte, o que nos garante um nível de segurança bem maior nas tecnologias mais recentes.
O Wi-Fi também tem essas denominações, mas elas são bem menos intuitivas. As gerações mais modernas do Wi-Fi são o Wi-Fi AC e o Wi-Fi AX (também chamado de Wi-Fi 6). Os roteadores mais recentes com Wi-Fi AX devem incluir também o WPA3, a primeira grande atualização de segurança do Wi-Fi desde 2004.
Ao contrário da rede móvel, em que cada geração pressupõe uma segurança embutida, a segurança do Wi-Fi é separada da tecnologia de transmissão. É possível criar uma rede aberta, sem senha e insegura, até com as tecnologias mais recentes de Wi-Fi. Mas isso se deve à flexibilidade do Wi-Fi para se adaptar a cada ambiente em que ele é usado.
Se você comparar o 4G a uma rede Wi-Fi com uma senha fraca ou segurança defasada, como o WEP, não há qualquer dúvida: é melhor usar o 4G. Mas, se você está em uma rede com WPA2 (AES) ou WPA3 e uma senha forte, tanto o Wi-Fi quanto a rede móvel oferecem uma transmissão segura.
Uma questão importante é que, na rede Wi-Fi, o dispositivo que gerencia a conexão (o roteador) é de sua responsabilidade (ou do estabelecimento que disponibiliza a rede).
Hackers podem atacar roteadores de internet para redirecionar sites e roubar senhas; saiba se proteger
Qual o melhor ajuste de segurança para o Wi-Fi e por que a segurança WPA2 pode ser ‘fraca’?
Se não forem tomadas as precauções necessárias para proteger o equipamento, o roteador pode ser atacado por hackers interessados em interferir na sua conexão. Os invasores poderão até redirecionar os sites que você visita, levando seu computador ou celular para páginas maliciosas.
Na rede móvel, a sua operadora é que fica encarregada de tudo.
O alcance reduzido do Wi-Fi pode parecer uma vantagem de segurança. Na prática, o invasor precisa se aproximar muito mais de você, tendo em vista que as frequências do Wi-Fi são mais adequadas para comunicações de curta distância. Porém, as estações-base de redes móveis são bem mais caras que equipamentos de Wi-Fi – um hacker interessado em se aproveitar das comunicações de longa distância da rede móvel terá que pagar por isso.
Ou seja, ataques contra o Wi-Fi precisam de distâncias mais curtas, mas são bem mais baratos.
iPhone tinha falha em ‘Wi-Fi secreto’ que permitia hackear aparelho e criar vírus capaz de se propagar a outros celulares
De todo modo, o que realmente define a segurança da rede é o uso da criptografia, que estará presente tanto no 4G como em uma rede Wi-Fi configurada corretamente. O segundo fator é a segurança do equipamento, pelo qual você é o responsável na rede Wi-Fi. Ou seja, se a rede Wi-Fi da sua casa não está segura, é porque você não tomou os cuidados devidos ou está utilizando um equipamento defasado.
Vale lembrar que, com a popularização das redes Wi-Fi públicas (que muitas vezes não possuem segurança adequada), os aplicativos tomaram para si a responsabilidade de criptografar as transmissões. É essa soma de medidas de segurança, da rede e dos aplicativos, que afasta muitas tentativas de ataque baseadas em violações da comunicação.
Mesmo assim, é bem fácil configurar uma rede Wi-Fi da forma certa. E redes Wi-Fi costumam ser mais rápidas e mais baratas – o que é também é uma grande vantagem.
É possível espionar as mensagens do WhatsApp conectando à mesma rede Wi-Fi?
Dúvidas sobre segurança, hackers e vírus? Envie para g1seguranca@globomail.com
Veja 5 dicas para sua segurança digital:
5 dicas de segurança para sua vida digital
Assista a mais vídeos para se manter seguro na internet:
Source: G1 Economia

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *